terça-feira, 28 de abril de 2015

Amigos Padres em nossa diocese,
queridos casais coordenadores da Pastoral Familiar em sua paróquia

No cumprimento de nosso planejamento diocesano de ação para 2015, temos a grande alegria de  informar a nossa XI Ampliada Diocesana da Pastoral Familiar, que será realizada no dia 17 de maio 2015 (Domingo), na cidade de LAGO DOS RODRIGUES-MA / Comunidade São Francisco, no Centro Paroquial da Igreja - Forania São José (Lago da Pedra), com todos os coordenadores paroquias da PF, tendo seu inicio às 8:00hs, encerrando às 13:00hs com as comunicações, envio e almoço. Não haverá taxa de inscrição.

Lembramos que esta Ampliada é de formação, repasse e preparação para XI Assembleia Diocesana da PF no Santuário São Benedito em Pedreiras de 16 a 18 de outubro de 2015. Iremos também trabalhar juntos nas informações para realização da Semana Nacional da Família em agosto e outros assuntos relacionado a nossa pastoral.
 
Lembramos ainda que nesta Ampliada haverá pagamento da taxa anual para despesas com o Regional e com a comissão diocesana no valor de R$ 200,00.

Para este momento esperamos contar com a alegria e entusiasmo de todos na realização de um grande encontro.

Obs: Diante dos desafios da PF em sua paróquia, qual deles gostaria que a comissão diocesana ajudasse? Relacione dois em forma de escrita e entregue ao casal secretário da CDPF neste dia.

Mais próximo do encontro enviaremos a programação do mesmo.
Abraço

Nivaldo e Jocilene
Casal Secretário

Maninho e Lucinha
Casal Finanças

Tião e Marta
Casal Coordenador

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Como não poderia deixar de ser, a Comunidade São Raimundo Nonato acolheu com grande festa seu sacerdote, Frei Ivaldo, ordenado no sábado (25).

A celebração das Primícias (Primeira Missa) do neo-sacerdote com marcada pelo grande número de fiéis que foram ouvi-lo pela primeira vez. Da cerimônia também participaram confrades da Província Franciscana Nossa Senhora da Assunção (o Ministro Provincial Frei Bernardo, Frei Heriberto, Frei Adolfo, Frei Gilberto, Frei Francisco Azevedo, Frei Evaldo, Frei João Muniz e Frei Osmar), além de Padre Jonas, do clero diocesano. 

Desde algum tempo, a comunidade já se preparava para este grande dia. E após mais de 10 anos, enfim ele chegou e haveria de ser abundantemente festejado. E foi o que aconteceu. Desde o início da celebração o clima de festa contagiou a todos, que ao longo dela foram inebriados pelas palavras do novo padre, suas orações e bênçãos. 

Sempre com um sorriso no rosto, - típico daqueles que são felizes com aquilo que têm e fazem - Frei Ivaldo escutou atentamente a homilia proferida por Frei Adolfo Temme, que relacionou a pessoa do líder do povo de Deus – Moisés -, ao serviço do Bom Pastor, que é Jesus Cristo e centro daquela celebração. 

Alimentados pela Palavra e o Pão, pela primeira vez consagrado pelas mãos do frade, o povo partilhou também com ele a alegria de sua vocação. E não foram poucas as homenagens, principalmente dos que puderam atestar de perto o quando aquele momento lhe era importante. E emoção, tanto da parte do povo, quanto do sacerdote foi enorme.
Ao final da Missa, a assembleia litúrgica pôde se reunir agora como parte integrante do rebanho do novo pastor, em um momento de confraternização no largo da Comunidade São Raimundo. Depois de um dia de sol pleno, o calor não intimidou o sacerdote, que não tirou a as vestes clericais, e até o final do momento festivo abraçou, acolheu, cumprimentou e fotografou com todos. Um forte e benéfico sinal de que a alegria do Evangelho motivará sua caminhada.

Fotografia: Lourival Albuquerque
A Ordem dos Frades Menores acolheu Frei Ivaldo Evangelista Mendonça como Presbítero no último sábado (25), quando a cerimônia de Ordenação na quadra do Colégio Nossa Senhora dos Anjos (CONASA), em Bacabal-MA.

Natural de Vitorino Freire-MA, Ivaldo deu seus primeiros passos para a vida religiosa em Bacabal, mais precisamente na Comunidade São Raimundo Nonato, até o dia em que partiu para fazer a experiência da vida comunitária com os frades franciscanos. Estes, vindos de toda a região do Maranhão e Piauí participaram da cerimônia que contou também com um grande número de fiéis de todas as paróquias de Bacabal, assim como caravanas de várias cidades. A Missa foi presidida por Dom Jacinto Brito, Arcebispo de Teresina, com a anuência do bispo diocesano de Bacabal e a convite pessoal do ordenando.

Desde o início da celebração Frei Ivaldo mostrou-se muito emocionado, principalmente pelo fato de ver no meio da assembleia várias pessoas que contribuíram para com sua resposta positiva à vida consagrada. Após mais de uma década de estudos no Brasil e no exterior, foi o ápice da realização do sonho que começou com a ajuda de Irmã Carmem, da Congregação das Irmãs Escolares de Nossa Senhora, religiosa que assessora os trabalhos na comunidade do Bairro Santos Dumont.

Na homilia, Dom Jacinto iniciou expressou sua alegria com aquele momento: “É gratificante poder ordená-lo, pois há 50 anos atrás estava um jovem aqui pedido as luzes do Espírito Santo pelo Concílio Vaticano II”, disse referindo-se a si próprio e lembrando do período em residia em Bacabal.
Lembrando a missão a quem Frei Ivaldo é chamado, revelou ainda: “A missão é de toda Igreja, mas há os que são consagrados e vivem mais perto esse chamado do Mestre. É seu papel escutar a voz do Bom Pastor e transmiti-la aos outros”, disse em referência à figura do Bom Pastor mostrada no Evangelho dominical. Sobre as características de Jesus, ressaltou a inda que “o Pastor conhece suas ovelhas, por isso às vezes vai adiante delas, mostrando e fazendo o caminho; às vezes, vai no meio, a fim de ouvir seus clamores. O Pastor deve ter o cheio das ovelhas -, disse lembrando a frase do Papa Francisco. E ainda: às vezes o pastor vai atrás, para que nenhuma delas se atrase ou fique de fora do rebanho, mas possa acompanhar os outros”.

Ao finalizar a reflexão, o arcebispo motivou ainda mais a caminhada do ordenando revelando que toda vida tem provações: “Nem a vida dos casais é um eterno mar de rosas”, lembrou. “Mas aparado por tantas mãos, você poderá dá também as mãos aos outros”, disse ele lembrando de todos aqueles a quem ama e por eles é amado.

No ápice da celebração, Dom Jacinto impôs as mãos sobre a cabeça do frade, gesto esse que foi seguido em silêncio por todo clero ali presente. Em outro momento,  emocionou-se ainda mais ao ser revestido pela casula, símbolo do poder/serviço do sacerdote. Ao ser apresentado, e com os olhos rasos d’água, recebeu uma calorosa salva de palmas num gesto fraterno de amor de todos os presentes.

Já inserido no presbitério, pôde concelebrar e durante a comunhão, distribuir o Pão Vivo que desceu do céu pela primeira vez como presbítero.

Ao final da celebração, o neo-sacerdote fez questão de agradecer a todos os que participaram de sua longa caminhada. Não conseguiu, porém, segurar as lágrimas ao lembrar das lágrimas de sua mãe, Teresinha - já presente na eternidade -, quando de sua saída de casa rumo à experiência religiosa. Ovacionado, finalizou convidando a todos para rezar pelas vocações.
Após a bênção, e após longos e colorosos abraços de acolhida, todos foram recebidos para um momento de confraternização no CEFRAM, marcando para sempre aquela data no coração de todos. 

Confira as fotografias:
Fotografia: Lourival Albuquerque 
Neste quarto domingo da Páscoa, Domingo do Bom Pastor e Dia Mundial de Oração pelas Vocações, o Papa Francisco presidiu à Santa Missa na Basílica de S. Pedro, com a ordenação de 19 novos sacerdotes para a Diocese de Roma. Na sua homilia, inspirada no Pontifical Romano para a Ordenação de Presbíteros, o Papa falou antes de tudo do chamamento dos sacerdotes à ordem dos presbíteros, um chamamento, disse, feito por Cristo único Sumo sacerdote do Novo Testamento, mas também um chamamento ao qual é associado todo o povo de Deus. Contudo, entre todos os discípulos o Senhor escolhe alguns em particular para exercerem publicamente, na Igreja, o ofício sacerdotal em favor de todos os homens e para continuarem, assim, a sua missão de Senhor, sacerdote e pastor.

Ele, de facto, para isso tinha sido enviado pelo Pai, e assim Ele também enviou no mundo primeiro os Apóstolos e, em seguida, os Bispos e os seus sucessores a quem, finalmente, foram dados como colaboradores, os presbíteros que, com eles unidos no ministério sacerdotal, são chamados ao serviço do Povo de Deus. E o Papa acrescentou:

“Eles reflectiram sobre esta vocação que receberam, e agora vêm para receber a Ordem dos Presbíteros. O Bispo arrisca e os escolhe, como o Pai arriscou para cada um de nós”.

Os novos sacerdotes, continuou o Papa, serão depois configurados a Cristo Sumo e Eterno Sacerdote, ou seja, serão consagrados como verdadeiros sacerdotes do Novo Testamento e, com este título que os une no sacerdócio ao seu Bispo, serão pregadores do Evangelho, Pastores do Povo de Deus, e presidirão às acções de culto, especialmente na celebração do sacrifício do Senhor. E, dirigindo-se directamente aos ordenandos, disse:

”Quanto a vós, que estais para ser promovidos à Ordem do sacerdócio, considerai que, ao exercer o ministério da Sagrada Doutrina, participareis na missão de Cristo, único Mestre. Administrai a todos aquela Palavra de Deus que vós mesmos recebestes com alegria. Lede e meditai assiduamente a Palavra do Senhor para acreditar naquilo que lestes, ensinar o que aprendestes na fé, viver o que ensinastes”. Seja ela, portanto, alimento para o povo de Deus. As vossas homilias não sejam aborrecidas. As vossas homilias cheguem ao coração das pessoas porque saem do vosso coração, porque aquilo que dizeis a eles é o que tendes no coração”.

Deste modo, continuou o Papa Francisco, a doutrina dos sacerdotes será alimento e a sua vida alegria e sustento para os fiéis de Cristo, porque com a palavra e com o exemplo edificarão a Igreja. E disse de novo aos sacerdotes:

“Quando celebrais a Missa reconhecei o que estais a fazer, e não o façais com pressa, imitai o que estais a celebrar, não é um ritual artificial, porque assim participando no mistério da morte e ressurreição do Senhor, leveis a morte de Cristo nos vossos membros e caminheis com Ele em novidade de vida”.

Com o Baptismo reunireis novos fiéis ao povo de Deus, disse ainda o Papa aos sacerdotes, pedindo-lhes para nunca recusarem o baptismo a quem o pedir. Com o sacramento da Penitência perdoarão os pecados em nome de Cristo e da Igreja e, mesmo em nome de Cristo e da sua esposa a Igreja, o Papa pediu-lhes para nunca se cansarem de ser misericordiosos, reiterando que eles estarão no confessionário para perdoar e não para condenar e que, sobretudo, deverão imitar o Pai que nunca se cansa de perdoar. Com o óleo santo, enfim, eles levarão o alívio aos doentes e celebrando os ritos sagrados, eles serão a voz do povo de Deus e de toda a humanidade.

E o Papa convidou também os novos sacerdotes a exercer na alegria e caridade sincera a obra sacerdotal de Cristo, apenas com a intenção de agradar a Deus e não a si mesmos pois é feio, disse, um sacerdote que vive para agradar a si próprio e se comporta como um pavão. E concluiu dizendo-lhes:

“Participando na missão de Cristo, Cabeça e Pastor, e em comunhão filial com o bispo, esforçai-vos por unir os fiéis numa única família, para conduzi-los a Deus Pai, por Cristo, no Espírito Santo, tendo sempre diante de vós o exemplo do Bom Pastor, que não veio para ser servido, mas para servir, não para ficar nos seus confortos mas para sair, e buscar e salvar o que estava perdido.”

Fonte: Rádio Vaticana

sábado, 25 de abril de 2015


“Assim como o Pai me enviou, também Eu vos envio. Recebei o Espírito Santo!”  (Jo 20,21).

Aos Padres da Diocese de Bacabal,
Aos Coordenadores dos CPPs,
Aos Coordenadores diocesanos de Pastorais e Movimentos,

Todos estamos convictos, diante da realidade que vivemos de tantas transformações sociais, que evangelizar hoje, como o Papa Francisco nos indica, requer uma Igreja Missionária, em saída, capaz de se desinstalar, acolher, ir ao encontro de todos, em especial, dos pobres e excluídos de nossa sociedade: “Fiel ao modelo do Mestre, é vital que hoje a Igreja saia para anunciar o Evento a todos, em todos os lugares e, em todas as ocasiões, sem demora, sem repugnâncias e sem medo. A alegria é para todo povo. Ninguém pode ficar excluído” (EG 23)

A nossa última Assembleia Diocesana, consciente desta certeza e do apelo do Papa, assumiu o compromisso de preparar-se ao seu Jubileu de ouro com um grande mutirão missionário em todas as Paróquias no espírito e na metodologia das Santas Missões Populares.

É hora de iniciar e preparar-nos para este Projeto Diocesano! Assim, como já está no nosso cronograma, realizaremos o dia 16 de maio de 2015, o 1º Encontro de Articulação e Organização das Santas Missões Populares em nossa Diocese.

Querido pároco, coordenador de CPP, de pastoral ou movimento sua presença, pela importância evangelizadora desta prioridade pastoral, é indispensável! Contamos também com a presença de, ao menos, 5 missionários/as de cada Paróquia que possam depois, ajudar a multiplicar nas comunidades.
Local: Salão da Catedral Diocesana Santa Teresinha
Data: 16/05/2015
Horário: 8:00 às 17:00
Taxa: R$ 10,00 (Para o almoço e lanches)


Que Maria nossa Mãe, estrela da evangelização sustente a nossa diocese na missão!
P/ COMIDI – Bacabal
+ Dom Armando Martín Gutierrez
Bispo de Bacabal -MA

Fonte: Cúria Diocesana

sexta-feira, 24 de abril de 2015

www.iubilaeummisericordiae.va é o endereço do site do Jubileu da Misercórdia convocado pelo Papa Francisco e que terá início em 8 de dezembro próximo, com a solene abertura da Porta Santa na Basílica de São Pedro.

O site – em português, espanhol, italiano, polonês, francês e inglês – apresenta na home page o lema do Jubileu, “Misericordiosos como o Pai”, acompanhado pelo brasão pontifício e pela logomarca do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, ao qual o Papa confiou a organização do evento.

Disponíveis discursos, vídeos e fotos do Papa

Além de vídeos e imagens relativas à cerimônia de convocação do Ano Santo - realizada em 13 de março na basílica vaticana – e à publicação da Bula Jubilar em 11 de abril, o site traz ainda os respectivos discursos pronunciados pelo Papa Francisco nas duas ocasiões.

Por fim, o portal traz os links das principais redes sociais, como Twitter e Facebook e oferece a possibilidade de consultar as notícias, as reportagens e os aprofundamentos realizados pela Rádio Vaticano e pelo L’Osservatore Romano, quer sobre os preparativos ao Jubileu, quer sobre atualidade da Igreja no mundo.

Fonte: Rádio Vaticana

quarta-feira, 22 de abril de 2015

A Comunidade do Bairro Juçaral começa nesta quinta-feira (23) as homenagens em honra ao seu padroeiro, São José Operário. 

As festividades, que irão até o dia 1° de maio, dia do trabalhador, deverão contar com a participação das comunidades da Paróquia Sant'Ana e São Joaquim, a quem foram dirigidos os convites. A cada noite, uma ou duas comunidades animarão a liturgia e/ou serão convidadas a prestigiar essa festa religiosa. 

O festejo desse ano traz como tema: "São José, o operário de Nazaré, nos ensinando a trabalhar com fé".

PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA E SOCIAL
Dia 23/04
Animação Litúrgica: Comunidade São José e Nossa Senhora Rainha da Paz
Comunidades Convidadas: Povoados Palmeiral e Pinto Teixeira

Dia 24/04
Animação Litúrgica: Comunidade Santa Luzia
Comunidades Convidadas: Povoados Capoeira e Mata de Ana

Dia 25/04
Animação Litúrgica: Comunidade São Raimundo
Comunidades Convidadas: Povoados Lagoa Perto e Pau D'Arco

Dia 26/04
Animação Litúrgica: Comunidade Nossa Senhora da Conceição

Dia 27/04
Animação Litúrgica: Comunidade São João Batista

Dia 28/04
Animação Litúrgica: Comunidade Nossa Senhora Rainha da Paz

Dia 29/04
Animação Litúrgica: Comunidades Santo Antonio e Nossa Senhora de Fátima

Dia 30/04
Animação Litúrgica: Comunidade São José

Dia 01/05
Animação Litúrgica: Comunidade Matriz de Sant'Ana e São Joaquim
Convidados: Todas as comunidades

IMPORTANTE:
Todas as noites terá venda de lanches e leilões
Dia 26/04 e 01/05 haverá almoço
Dia 01/05, a procissão luminosa sairá às 18:00h, com a realização do bingo de uma novilha após a missa. 

Fonte: Conselho Comunitário
O bispo de Caxias do Maranhão (MA), dom Vilsom Basso, SCJ, foi eleito no primeiro escrutínio para presidir a Comissão Episcopal para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dom Vilson Basso recebeu 171 dos votos do total de 273 votantes, alcançando assim a maioria absoluta requerida de 138 votos para o cargo.

A comissão foi presidida, no quadriênio de 2011-2015, pelo recém nomeado bispo de Jaboticabal (SP), dom Eduardo Pinheiro da Silva.
Currículo

Dom Vilson Basso é natural de Tuparendi (RS), nascido em 16 de fevereiro de 1960. Ingressou para o Seminário de Filosofia em 1979, e concluiu a formação em Teologia no ano de 1985, sendo ordenado presbítero, no mesmo ano. Possui especialização em Planejamento Pastoral pela Universidade de Bogotá (Colômbia).

Durante sua trajetória no sacerdócio atuou como vigário paroquial do santuário São Judas Tadeu em São Paulo e como formador em Cagayan de Oro, nas Filipinas

Em março de 2010, foi nomeado bispo de Caxias do Maranhão, pelo papa emérito Bento XVI, recebendo a ordenação episcopal em 30 de maio do mesmo ano.

Fonte: Jovens Conectados
Seu lema episcopal é “Ecce venio, Domine” – “Eis-me aqui Senhor”.
Saudações em Cristo!

Como está registrado na AGENDA 2015 do Regional Nordeste V, em maio teremos Formação Regional de Liturgia.

A formação está aberta para coordenadores diocesanos, coordenadores paroquiais e membros das equipes paroquiais de Liturgia, bem como a todos os interessados. 

Enviamos em anexo a ficha de inscrição, que deve ser levada no dia do encontro. Mas pedimos a gentileza de nos informar, até a sexta-feira 17 de abril, a quantidade de pessoas da Diocese que irão participar, para que seja providenciado o material e alimentação.

Certos da sua colaboração e empenho na realização desta formação sobre a Sagrada Liturgia, “cume e fonte da vida e da missão da Igreja”, agradecemos.

Peço a atenção de todos para o que segue:

Retiro: Formação Litúrgica
Tema: “Espiritualidade Litúrgica”
Assessor: Padre Jonilson Torres – Arquidiocese de Teresina
Data: 01 a 03 de maio 2015 - 
Inicio: 12:00h – almoço do dia 01/05 / Término: 15:00h do dia 03/05/2015
Local: CEFRAM - Centro Franciscano de Animação Missionário
            Rua Magalhães de Almeida, nº 1169 Centro – Bacabal/MA
            Ponto de referência: Ao lado do Colégio Nossa Senhora dos Anjos (CONASA)
            Fone: (99) 3621-1420 ou Rose (99) 98184-6555
Taxa: R$ 120,00 (Individual) – Quartos com ar condicionado.

A Liturgia é sinal e instrumento da graça e se desenvolve na celebração da Palavra, da Eucaristia e dos outros sacramentos.  A espiritualidade, ou seja, a vida que o Espírito implanta na escuta da Palavra, na construção da comunidade, na Fração do Pão, é a vida dos seguidores de Cristo. Portanto, Cristo é o centro de toda espiritualidade. ( CNBB, DOC.43) 

Para maiores informações:
Maria Francisca 
Coordenação Regional de Liturgia
(99) 9176-1404 -  (99) 8186-7179
Email: ccsm_maria@hotmail.com

+ Gilberto Pastana
Bispo Referencial da Comissão Episcopal para a Liturgia Regional

Fonte: Regional Nordeste VI / Arte: Lourival Albuquerque
O bispo referencial da Pastoral do Menor, dom Luiz Gonzaga Fechio, enviou carta aos deputados federais, membros da Comissão Especial de Elaboração de Proposta de Emenda à Constituição Federal que Reduz a Maioridade Penal no Brasil. No texto, é reafirmado o posicionamento da Pastoral do Menor contra a PEC. Confira, abaixo, a carta:

 Carta aos Deputados Federais membros da Comissão Especial de Elaboração da Proposta de Emenda à Constituição Federal  que Reduz a Maioridade Penal no Brasil.

”Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;

Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;

Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.

Evangelho de São Mateus

A Pastoral do Menor, organismo da CNBB, à luz do Evangelho e em consonância com o posicionamento da própria CNBB, considerando toda a discussão ocorrida nos últimos meses acerca da Proposta de Emenda à Constituição Federal que Reduz a Maioridade Penal no Brasil, deseja reafirmar a própria POSIÇÃO TOTALMENTE CONTRÁRIA À ESSA MODIFICAÇÃO.

O Papa Francisco ao acolher a delegação da Associação Internacional de Direito Penal , no dia 23 de outubro de 2014 tem afirmado:

“...vivemos em tempos nos quais, tanto por parte de alguns sectores da política como de certos meios de comunicação, por vezes se incita a violência e a vingança, pública e privada, não só contra quantos são responsáveis por ter cometido delitos, mas também contra aqueles sobre os quais recai a suspeita, fundada ou não, de ter infringido a lei.

...há por vezes a tendência a construir deliberadamente inimigos: figuras estereotipadas, que concentram em si todas as características que a sociedade sente ou interpreta como ameaçadoras. Os mecanismos de formação destas imagens são os mesmos que, outrora, permitiram a expansão das ideias raciais.

...deploráveis condições de detenção que se verificam em diversas partes do planeta constituem muitas vezes um autêntico aspecto desumano e degradante, sendo muitas vezes o produto das imperfeições do sistema penal, outras, da carência de infraestruturas e de planificação, e em muitos casos mais não são que o resultado do exercício arbitrário e cruel do poder sobre as pessoas privadas da liberdade.

Os Estados devem abster-se de castigar penalmente as crianças, que ainda não completaram o seu desenvolvimento para a maturidade e por este motivo não podem ser acusadas. Ao contrário, elas devem as destinatárias de todos os privilégios que o Estado é capaz de oferecer, quer no que diz respeito a políticas de inclusão quer no respeitante a práticas que se orientam para fazer crescer nelas o respeito pela vida e pelos direitos dos outros.”

As palavras do Papa nos permitem discernir sobre o tema da redução da maioridade penal nos colocando claramente diante de uma decisão que vai bem além de uma mera questão legalista, pois necessariamente nessa arena atual de discussão se confrontam dois grandes blocos de valores humanos.

De um lado podemos priorizar os valores da vingança, ódio, discriminação, encarceramento, total ausência de oportunidade, confinamento e de uma forte tendência a um perigoso higienismo social. Do outro lado temos os valores cristãos dos direitos humanos, dos processos de oportunidade e respeito absoluto à pessoa humana, da presença de uma tolerância educativa e restaurativa, de ações preventivas que possam interromper esse ciclo de violência e, sobretudo o valor da vida e não da morte. Afinal essa é a escolha necessária diante dessa proposta.

Prezados Deputados e Prezadas Deputadas da Comissão Especial, a Pastoral do Menor, em total afinidade com a posição do Papa Francisco e norteada pela Palavra de Deus que quer vida em abundância para todos e não morte e castigo social, reafirma a POSIÇÃO CONTRÁRIA A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL.

Semeemos fraternidade, igualdade, amor, justiça, igualdade e equidade social, assim não será necessário reduzir os direitos de nenhuma pessoa humana.

Atenciosamente,

Dom Luiz Gonzaga Fechio

Bispo referencial da Pastoral do Menor

Belo Horizonte, abril de 2015

segunda-feira, 20 de abril de 2015

O próximo dia 25 de abril será de grande júbilo para a Ordem dos Frades Menores (OFM) / Província Franciscana Nossa Senhora da Assunção, que acolherá definitivamente mais um membro: Frei Ivaldo Evangelista Mendonça.

Nesta noite memorável, receberá o sacramento da Ordem, sendo ordenado presbítero pela imposição das mãos do Arcebispo de Teresina-PI, Dom Jacinto Brito. A celebração eucarística será na Quadra do Colégio Nossa Senhora dos Anjos (CONASA), a partir das 19:00h, onde estará presente o clero diocesano e religioso, principalmente da ordem franciscana. 

Ivaldo teve uma frutuosa caminhada vocacional, parte dela na Comunidade São Raimundo Nonato / Bairro Santos Dumont, onde presidirá sua primeira missa, no dia 26, às 17:00h. O trabalho nos grupos, principalmente de jovens, fizeram-no despertar para o chamado à vida religiosa, que culminará na celebração eucarística de ordenação. 

Histórico

Frei Ivaldo nasceu na cidade de Vitorino Freire - MA no dia 03 de março de 1979, terceiro filho de Joaquim Antônio Mendonça e Teresinha Evangelista Mendonça. Do seu nascimento até os seis anos, viveu em Altamira do Maranhão – MA onde viviam seus pais. Naquela cidade foi batizado no dia 09 de setembro de 1984 na Igreja de São Francisco das Chagas ao lado do  Jardim da Infância Pequeno Príncipe, onde foi alfabetizado. A escolinha era uma das tantas mantidas e administrada pela nossa Província Franciscana.

Mudou-se com a família para a cidade de Bacabal no ano de 1986, onde deu continuidade à sua caminhada cristã. Iniciou a catequese na comunidade São Raimundo Nonato, no bairro Santos Dumont e ali fez a primeira comunhão no dia 15 de maio de 1989. Naquela época se afastou por uns tempos da Igreja e somente voltou quando foi convidado pela amiga e hoje comadre Elis Regina que não descansou enquanto não o viu engajado  no grupo de crisma e no grupo de Jovens JUSCOSRA.

A caminhada foi de muita alegria e realizações. Fez a crisma no dia 04 de junho de 1995 na mesma comunidade, então anexada à Paróquia Sant’Ana, e logo começou a participar do grupos de jovens JUSCOSRA. Naquele ano conheceu sua – como frei Ivaldo mesmo chama -  “mãe espiritual”, Irmã Carmem, religiosa das Irmãs Escolares de Nossa Senhora. Segundo ele, ela o inspirou a começar um caminho de discernimento vocacional.

Em 1997, antes mesmo de concluir o Ensino médio, inicia a trabalhar na loja de departamentos Sucesso Magazine, em Bacabal e em  janeiro do ano 2000 foi transferido para a cidade de Santa Luzia - MA, onde, acompanhado vocacionalmente por Irmã Albertina Prin, decidiu voltar a Bacabal e ingressar no Postulantado da Província Franciscana Nossa Senhora da Assunção; alegria que se deu no dia 11 de fevereiro de 2004.

Vestiu o hábito franciscano no dia 17 de janeiro de 2005 em Teresina – PI, dando inicio ao ano do noviciado, tempo de muita graça e intensidade da vida franciscana.

Fez a primeira profissão dos votos Evangélicos no dia 08 de janeiro de 2006. Naquele ano iniciou os estudos de Filosofia no Instituto de Estudos Superiores do Maranhão – IESMA, finalizando-os três anos mais tarde. Dias antes da conclusão do curso, perde a mãe, na cidade de São Luís a causa de um infarto, precisamente no dia 27 de dezembro de 2008.

No ano seguinte inicia um máster em Evangelização na cidade de Petrópolis – RJ e em 2010 inicia no Instituto Católico de Estudos Superiores do Piauí o curso de Teologia. 

Em maio de 2011 a convite do então provincial, fr. João Muniz, viaja à Itália para os estudos da língua italiana em vista da continuação dos estudos de Teologia na cidade de Jerusalém – Israel. Depois de um ano nas Terras de Jesus, torna ao Brasil para profissão dos Votos Perpétuos na Ordem dos Frades Menores que ocorreu no dia 18 de agosto de 2012 na paróquia de São Francisco das Chagas, em Bacabal.

Após o terceiro ano de Teologia, frei Ivaldo foi ordenado diácono pela imposição das mãos do patriarca de Jerusalém, dom Fouad Twal no dia 29 de agosto de 2013. Exerceu seu ministério habitando no convento franciscano do Cenacolinho no Monte Sião em Jerusalém até o dia 30 de janeiro deste ano, quando voltou ao Brasil e foi habitar na fraternidade São Pio em Floriano Piauí onde reside atualmente.

Frei Ivaldo tem quatro irmos: Silvana Evangelista Mendonça que reside em São Paulo - SP, Ismeraldo Evangelista Mendonça residente em Bacabal, Juliana Marques Mendonça e Elisvanilson Marques Mendonça, ambos residentes em Buriticupu – MA, os dois últimos frutos do segundo matrimonio de seu pai.

Fotografia: Frei Lucas, OFM

domingo, 19 de abril de 2015

Domingo, 19 de abril, Regina Coeli com o Papa Francisco: grande multidão na Praça de S. Pedro que saudou o Santo Padre neste III Domingo da Páscoa.

“Testemunhas” – esta é a palavra sobre a qual desenvolveu o Papa a sua meditação e que aparecem duas vezes nas leituras bíblicas de hoje. A primeira vez nos lábios de Pedro que após a cura do paralítico exclama: “Matastes o autor da vida, mas Deus ressuscitou-o dos mortos: nós somos testemunhas”. A segunda vez em que ouvimos a palavra “testemunhas” nas leituras deste domingo são pronunciadas pelo próprio Jesus Ressuscitado que na noite de Páscoa diz aos discípulos: “Disto vós sois testemunhas”.

Mas, afinal o que é uma testemunha? – perguntou o Santo Padre.

“Testemunha é alguém que viu, que recorda e conta. Ver, recordar e contar são os três verbos que nos descrevem a identidade e a missão. A testemunha é alguém que viu, mas não com olhos indiferentes; viu e deixou-se envolver pelo evento. Por isto recorda, não somente porque sabe reconstrui em modo concreto os factos que aconteceram, mas porque aqueles factos falaram-lhe e ele colheu o seu sentido profundo. Então, a testemunha conta, não em maneira fria e destacada, mas como um que se deixou pôr em questão, e desde aquele dia mudou de vida.”

O conteúdo do testemunho cristão não é uma teoria – disse o Papa – uma ideologia ou um complexo sistema de preceitos e proibições, mas uma mensagem de salvação, aliás uma Pessoa: é Cristo Ressuscitado, vivo e único Salvador de todos. E Jesus pode ser testemunhado por aqueles que fizeram uma experiência pessoal com Ele, através do Batismo, da Eucaristia, da Confirmação ou da Penitência. E o seu testemunho é tanto mais credível quanto mais evangélico for – afirmou o Papa Francisco:

“E o seu testemunho é tanto mais credível quanto mais transparece de um modo de viver evangélico, alegre, corajoso, manso, pacífico, misericordioso. Se, ao invés, o cristão se deixa tomar pelas comodidades, pela vaidade, torna-se surdo e cego ao pedido de ‘ressurreição’ de tantos irmãos, como poderá comunicar Jesus Vivo, a sua potência libertadora e a sua ternura infinita?”

Após a recitação do Regina Coeli o Papa Francisco referiu-se a mais uma tragédia com migrantes no mar Mediterrâneo e lançou um forte apelo para que a comunidade internacional atue decididamente para impedir tais tragédias:

“ Estão a chegar, nestas horas, notícias relativas a uma nova tragédia nas águas do Mediterrâneo. Um barco carregado de migrantes virou-se na noite passada a cerca de 60 milhas da costa líbia e temem-se centenas de vítimas. Exprimo a minha sentida dor perante a uma tal tragédia e asseguro para os desaparecidos e as suas famílias a minha oração. Dirijo um forte apelo a fim de que a comunidade internacional atue com decisão e prontidão, para evitar que semelhantes tragédias se repitam.”

O Santo Padre propôs aos fiéis presentes na Praça de S. Pedro um momento de silêncio e oração pelas vítimas desta tragédia.

O Papa Francisco saudou todos os fiéis e grupos de peregrinos presentes na Praça de S. Pedro e em particular saudou a diocese de Turim que iniciou nestes dias a Exposição do Santo Sudário. O Santo Padre recordou que também ele visitará Turim e o Santo Sudário no próximo dia 21 de Junho.

Pedindo para que rezem por ele, o Papa Francisco a todos desejou um bom domingo e um bom almoço. 

Fonte: Rádio Vaticana

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Neste dia 17 de abril nossa cidade completa 95 anos de emancipação política. Várias iniciativas alusivas à data foram realizadas e a Igreja Católica em consonância também com a Campanha da Fraternidade desse ano promoveu um ato público, iniciando com uma caminhada e finalizando com uma audiência pública com autoridades do Estado e do Município, ontem (16)

Intitulada “Caminhada da Fraternidade pela Paz”, o evento foi uma proposta da Forania de Bacabal (Paróquias Sant’Ana e São Joaquim, Santa Teresinha e São Francisco), como ação concreta das reflexões que foram feitas durante a Quaresma, através da CF 2015, que trouxe como tema: “Fraternidade: Igreja e Sociedade”.

A concentração foi na Matriz da Paróquia São Francisco das Chagas, onde iniciou-se um momento de oração. Logo após, as ruas da cidade foram sendo percorridas, com paradas de reflexão sobre diversos temas que permeiam a vida do nosso povo. De camisas brancas, faixas, cartazes, balões, cantando, rezando e com palavras de ordem, a população passou pelas  ruas Magalhães de Almeida, Oswasldo Cruz, Carlos Sardinha, Getúlio Vargas, 28 de Julho, Dr. Paulo Ramos, onde foi feita uma parada maior. Lá a Secretária de Estado da Juventude, Tatiana de Jesus Pereira Ferreira, usou a palavra falando do trabalho que vem sendo feito a favor dos jovens do Maranhão e daquilo que ainda deverá ser feito. Em sua fala, a superação da violência, a rejeição contra a redução da maioridade penal, o aumento do número de jovens vítimas de acidentes de trânsito tiveram destaque.

O ponto final do trajeto foi o Centro Paroquial da Catedral Santa Teresinha, onde já havia pessoas aguardando o início da audiência pública. Desse momento, participaram: a Secretária de Estado da Juventude, Tatiana de Jesus Pereira Ferreira; o Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco da Conceição Gonçalves – no ato representando o Governador do Maranhão, Flávio Dino; Marilene Gaioso da Silva, Gestora da Unidade Regional de Educação, no ato representando a Secretária de Estado da Educação - Áurea Prazeres; o Superintendente de Polícia Civil do Interior, Dicival Gonçalves, representando o Secretário de Estado de Segurança Pública, Jeferson Portela; Jalysson Alan, Delegado Auxiliar da Superintendência de Polícia Civil do Interior; Deputado Estadual, Roberto Costa; o Advogado Rogério Alves, na condição de Assessor do Gabinete da Prefeitura de Bacabal, representou o Município; Manoel da Concórdia, Presidente da Câmara Municipal de Bacabal, representando a bancada; Frei Evaldo Dimon, representando a Diocese; e Guilhermina Aguiar, educadora e ativista em Direitos Humanos. 

Mediada pela professora e ex-vereadora do município, Liduína Tavares, a audiência contou com ampla participação dos populares, que tiveram oportunidade de perguntar diretamente às autoridades. Esses questionamentos foram sobre saneamento básico, o papel dos vereadores, iluminação pública, recursos financeiros do município, violência e acidentes de trânsito, dentre outros assuntos. Cada um dentro daquilo que lhe cabia, procurou responder às questões apresentadas. O tempo talvez tenha sido pouco para responder a tantos problemas e dar soluções a todos os problemas. 
'
Representantes do Poder Municipal
O presidente da Câmara, Manoel da Concórdia e Dr. Rogério Alves, representando a prefeitura, como podia-se prever, foram os mais cobrados, principalmente quanto à estrutura da cidade, a falta de um hospital de referência, a inexistência do Tiro de Guerra, a falta de fiscalização dos recursos do município e a falta de expressão dos vereadores de Bacabal em relação à defesa da população. 

Sobre o Hospital Laura Vasconcelos, vereador afirmou que a finalização da obra depende do Governo do Estado, mas que a cobrança é permanente. 

O presidente defendeu a casa legislativa, garantindo estar do lado da população. Segundo ele, a população tem acesso livre às pastas de cada vereador, que demonstram as propostas apresentadas à Câmara. “Todas as propostas para o bem do povo são aprovadas na Câmara”, finalizou ele, comprometendo-se requerer a reinstalação do Tiro de Guerra em Bacabal. Publicamente, também disse que o transporte público  foi aprovado pela Casa Legislativa, mas que a édis não tem poder de execução.

O advogado Rogério Alves, propôs-se em nome da Prefeitura, fazer o acompanhamento diário dos 150 dias, apresentando relatório quinzenal sobre o andamento da obra de conclusão do Hospital Regional Laura Vasconcelos. Quanto a infraestrutura, a população teve de sua parte garantia de que em 30 dias serão iniciadas as obras afastamento das ruas. “Asfaltamento e não borra de asfalto”, pediu uma participante. 

Deputado Roberto Costa

Uma das cobranças feitas a Roberto Costa foi a contratação de peritos para o INSS. Alguns populares defenderam a vinda desses profissionais a Bacabal pelo fato de muitas vezes percorrer-se longas distâncias para que tenha-se um atendimento. “É um dos maiores problemas que temos no Maranhão. E em Bacabal, é a maior humilhação que a população que precisa de atendimento no INSS tem”, disse.  Ainda sobre o caso, o deputado ressaltou: “Nós conseguimos ir até o Ministro da Previdência Garibaldi Alves, que autorizou a contratação imediata de três peritos. Isso foi feito, mas houve uma desistência por parte dos profissionais. Um deles disse que a consulta que o INSS cobra é muito baixa e que não era interessante para ele”. 

Outro problema foi a falta de professores na Universidade Estadual do Maranhão / Campus Bacabal. “Conversei com o professor Gustavo e ele me informou que havia um seletivo sendo realizado para preencher essas vagas. Embora resolva temporariamente, no próximo semestre teremos o mesmo problema. Precisamos de concursos públicos para termos professores efetivos na UEMA!”.

Marilene Gaioso, Diretora Regional de Educação e representante da Secretária de Estado da pasta em questão

O compromisso assumido por Marilene Gaioso, foi com orocesso de regionalização da saúde dos servidores públicos para atendimento em Bacabal. Garantiu que o governo está trabalhando diuturnamente para melhorias no setor. A contratação de professores, construção e ampliação das escolas   escolha democrática dos gestores das escolas estaduais foram apontados como ações positivas por parte do governo. 

Secretária de Estado da Juventude, Tatiana de Jesus Pereira Ferreira

“Hoje boa parte da juventude está indo sobre a universidade do crime. Isso é verdade”, concordou a Secretária diante da afirmação de um popular, que tratou sobre a violência e a exclusão que assolam a vida da juventude maranhense. 

“Nós, enquanto promotores públicos para a juventude, estamos articulando do o Ministério de Trabalho, secretarias de trabalho, empresas, articulando pólos de aprendizagem, que têm como papel discutir as políticas públicas de inclusão dos jovens no trabalho”, disse Tatiana, tratando sobre a falta de oportunidade dos jovens maranhenses, que muitas vezes têm que deslocar-se para outros lugares para estudar ou trabalhar, como afirmou uma mãe na oportunidade em que teve de direcionar perguntas às autoridades. 

Outro assunto polêmico foi também discutido: “Somos contra a redução da maioridade penal, porque não dá pra criminalizar a juventude dizendo que ela é culpada do avanço da criminalidade. E sabemos como funciona o sistema de segurança pública: é sistema que está processo. É melhor termos mais escolas do que mais cadeias”, disse a secretária arrancando aplausos dos participantes. 

Para finalizar, comprometeu-se a realização de um fórum de discussões de políticas públicas para a juventude em Bacabal. 

Representantes da Segurança Pública

Respondendo à pergunta sobre homicídios ocorridos em Bacabal e que não são esclarecidos, o Jalysson Alan, Delegado Auxiliar da Superintendência de Polícia Civil do Interior disse que estão sendo cobrados à regional e ao respectivo delegado. “Nós temos diagnósticos de tudo o que está acontecendo”. Sobre os homicídios e o tráfico de drogas, disse ainda que discutirá isso pessoalmente com a delegacia regional. 

Já Dicival Gonçalves, representante do Secretário de Estado da Segurança Pública, falou sobre o Programa Pacto pela Vida, que envolve o município, o Estado, e a União, além a sociedade civil. Informou que o governo nomeou recentemente agentes de polícia, escrivão, delegados e agentes de polícia, o que segundo ele contribuiu para a redução de 21% da taxa de homicídios no interior do Maranhão e 11,5% na capital. Ressaltou que o Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela recebeu autonomia do Governador do Estado, e não admite abusos de poder por parte de policiais ou que cometam crimes e que tem um sistema de monitoramento de traficantes de entorpecentes. 

Falando do igual tratamento dos casos, disse que “qualquer um que tiver cometendo crimes, será preso”, garantiu ele, citando o exemplo da prisão da prefeita de Dom Pedro e seu filho, acusados de agiotagem. 

Representante do Governador, Francisco da Conceição Gonçalves

Representando o Governador Flávio Dino, Francisco da Conceição Gonçalves é Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular. 

“Nós não temos como mudar os indicadores sociais do Maranhão sem enfrentar as questões da educação, saúde e segurança”. Segundo ele, o governo está criando a Força Estadual de Saúde, que trabalhará com os municípios para enfrentar duas questões: a assistência básica e a reorganização o sistema e média complexidade. No caso de Bacabal, dispôs-se mediar a promoção de uma audiência pública dom o Secretário de Estado de Saúde do Estado, Marcos Pacheco, a fim de apresentar o plano de trabalho da pasta para a cidade. 

Dentre outros assuntos, damos destaque à saúde. Perguntado sobre o desrespeito ao trânsito, garantiu um programa de educação no trânsito, pela quantidade de crianças e jovens dirigindo veículos sem habilitação. “Podemos estar criando uma geração de amputados”, disse referindo-se aos graves e numerosos acidentes entre veículos.

Guilhermina Aguiar


Recentemente, a educadora e ativista foi premiada com o troféu Geny Murad” é concedido anualmente a pessoas que se destacam na defesa dos direitos humanos, numa iniciativa da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Luís. Ela fez parte da mobilização para esta caminhada e audiência pública em Bacabal.

"De todas as crises que vivemos hoje, têm origem numa única questão: nosso jeito de ser e estar. Nos questionemos sobre nosso jeito de estar no mundo: está fortalecendo a vida em abundância ou a vida em escassez?", indagou.

"Neste momento amargamos índices não muito bonitos em nosso Estado. Como cristãos não convidados, mas obrigados de repensar, e tentar ajudar nossas famílias a sair das condições em que estão. Jesus Cristo nunca foi conhecido por sua fala - porque muita gente falava bonito como ele - mas através do gestos concretos. Nós também temos esse desafio", finalizou ela enaltecendo a Campanha da Fraternidade e os frutos que cada uma das campanhas deixa para a sociedade brasileira.

Saldo positivo
Frei Evaldo Dimon, em nome da Diocese de Bacabal, pediu empenho na resolução dos problemas da população bacabalense. Ao final, Frei Osmar agradeceu a presença do povo e das autoridades, destacando positivamente o evento realizado através das forças vivas da igreja, da sociedade e das pastorais sociais e entidades.

A audiência pública foi um sinal profético para a Igreja de Bacabal, que está no mundo não apenas para anunciar, mas para denunciar todas as formas de injustiças. Foi uma oportunidade importante para mostrar a que veio, sendo um ensaio para eventos ainda maiores e com uma maior participação popular.

Confira algumas fotos: (Aguarde carregar, logo após clique nas miniaturas para ampliar):

Fotografia: Lourival Albuquerque
...