• Um sinal de fé de gratidão a Deus

    Pelo dízimo, podemos viver as três virtudes mais importantes para todo cristão: a fé, a esperança e o amor-caridade, que nos levam mais perto de Deus. Representa a nossa vontade de colaborar com o Projeto Divino neste mundo.

    Leia +
  • IGREJA EM AÇÃO

    Com objetivo de “construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência", a Diocese de Bacabal lançou oficialmente a CF 2018...

    Leia +

20.4.18

Festejo de Nossa Senhora de Fátima (Bairro Areal): Programação

Caríssimos, 
 
cheios de alegria e amor a Deus e ao próximo, convido você e sua família para conosco participar do festejo de Nossa Senhora de Fátima em nossa comunidade.
 
Estamos no ano do leigo, eles que com seus dons e carismas fazem a vida da comunidade acontecer.
 
Queremos assim como Maria dizer sim ao projeto de Deus, fazendo da nossa comunidade um espaço acolhedor e fraterno. Bem vindos!!!
 
Que nossa Senhora interceda por cada um de nós sobretudo neste festejo, em que veneramos e acreditamos na sua intercessão.
 
 
  Fraternalmente,

Pe. Ribamar Cardoso, Pároco
Pe. Thiago da Silva Lougon, Fam - Vigário
Pe. Dener, Fam - Vigário
Comunidade Nossa Senhora de Fátima
 
PROGRAMAÇÃO

DIA 05/05/2018 - SÁBADO
18:30h - Carreata com a nova imagem de N. S. de Fátima,
saindo da comunidade Santo Antonio.
Animação Litúrgica: Comunidade Santo Antonio
Convidados: Bambu Novo, Velho e Mata Fome.

DIA 06/05/18 - DOMINGO
Animação Litúrgica: Com. São José e Rainha da Paz
Convidados: Povoado Capoeira e Lagoa Perto.

DIA 07/05/18 - SEGUNDA-FEIRA
Animação Litúrgica: Terço Catedral e Pastoral da
Acolhida
Convidados: Povoado Palmeiral e Pinto Teixeira

DIA 08/05/18 - TERÇA-FEIRA
Animação Litúrgica: Comunidade São Raimundo e
Comunidade Santa Luzia
Convidados: São Raimundo (Mata de Ana)

DIA 09/05/18 - QUARTA-FEIRA
Animação Litúrgica: Todos os Legionários
Convidados: Povoado Boa Vista

DIA 10/05/18 - QUINTA-FEIRA
Animação Litúrgica: Porta Aberta
Convidados: Centro dos Tomé

DIA 11/05/18 - SEXTA-FEIRA
Animação Litúrgica: Comunidade São João e
Com. São Pedro (Pau D’arco)
Convidados: Santa Clara e Novo Bacabal

DIA 12/05/18 - SÁBADO
Animação Litúrgica: Com. Matriz e Pq. Rui Barbosa
Convidados: Pastoral Familiar, Pastoral do
Dízimo e Pastoral do Terço dos Homens.

DIA 13/05/18 - DOMINGO
Animação Litúrgica: N. S. de Fátima e Todos os
Devotos de Nossa Senhora
Convidados: Comunidades, Pastorais e Movimentos.
18:00h - Procissão luminosa

TODOS OS DIAS A SANTA MISSA SERÁ ÀS 19:00h

HAVERÁ LEILÃO E VENDA DE LANCHES TODAS AS NOITES.

"A Missão continua!": Paróquia vive e celebra o 4º Retiro das Santas Missões Populares

Objetivando alimentar cada vez mais o espírito missionário do seu povo, a Paróquia Sant'Ana e São Joaquim realizou nos dias 13 a 15 de abril o 4º Retiro Paroquial das Santas Missões Populares, no salão da Matriz. 

O encontro iniciou-se na sexta-feira, à noite e contou com a participação de missionários e missionárias de todas as comunidades, em um momento festivo e que alegrou e motivou ainda mais os participantes para a grande missão. Os primeiros momentos foram de acolhida por parte da coordenação e também do Padre Ribamar, que destacou a importância desse momento não só para a Paróquia, mas para a Diocese de Bacabal, já que faz parte do projeto de celebração do Jubileu de Ouro. "Todas as comunidades devem motivar-se para a Missão, assim como os grupos, pastorais e movimentos. Queremos uma Igreja em saída, como nos pede o Papa Francisco", disse ele.

Durante todo o sábado foram desenvolvidas atividades formativas, dando ênfase na temática do encontro "A missão continua", destacando-se atividades importantes no decorrer do processo desta etapa. Cristina, que auxilia na equipe de coordenação assessorou o encontro pela manhã. À tarde, Frei Ivaldo participou promovendo um estudo sobre o Evangelho de Marcos, o que foi muito bem aproveitado.
Um dos momentos mais bonitos e significativos do 4º Retiro foi a Vigília. Além de um momento de oração vivido pelos missionários, os mesmos receberam o anel de tucum. Este anel simboliza uma aliança de compromisso com Jesus, evangelizador por excelência do Pai; com os pobres e com a missão. "É um grande compromisso assumido por nós hoje", relembrou a coordenadora do Conselho Missionário Paroquial (COMIPA), Eunice Cândido.
Já o domingo iniciou-se com grande alegria e animação, tendo como ápice a celebração da Eucaristia, momento este utilizado por Padre Ribamar para refletir sobre o sentido da Missão. Após a Missa, de volta às atividades, um outro grande momento era aguardado por todos: o planejamento missionário para os próximos dois anos. Através de trabalho em grupos e votação, ficaram definidos os seguintes:

1. Trabalhar na valorização da juventude: aproximar mais os jovens da Igreja e inclui-los no processo das Santas Missões Populares; criar grupos, unificá-los e fortalecer os já existentes;
2. Dispor a Paróquia na realização da missão, incluindo grupos, pastorais e movimentos, realizando visitas permanentes, colocando em prática o que a Paróquia já propôs - Mutirão da Partilha -, assim como visitas a pessoas carentes, doentes nas casa e hospitais, idosos, convidando os irmãos à participação na comunidade, valorizando-o e incluindo-o;
3. Conhecer os documentos da Igreja, priorizando as formações para assim continuar a missão;
4. Implantar ou fortalecer a Infância e Adolescência Missionária (IAM)



Confira algumas fotos:
Fotografia: Lourival Albuquerque / Francisco Jane

Festejo de São José Operário (Bairro Juçaral): Programação

Carissímos irmãos(ãs),


é com imensa alegria que iremos dar início ao festejo do nosso padroeiro São José Operário; o festejo é sempre um momento de encontro, de partilha, de doação. Esse ano nossa comunidade trás como tema: Com São José, seremos benfeitores como leigos.

Desejamos a todos, que neste novenário, Deus possa derramar suas bênçãos por intercessão de São José Operário à todas as famílias, pastorais, grupos e movimentos, que empenhados realizam com alegria o festejo desta comunidade.


Fraternalmente


Pe. Ribamar Cardoso, Pároco
Pe. Thiago da Silva Lougon, Fam - VigárioPe. Dener - Vigário
Comunidade São José Operário 

 PROGRAMAÇÃO

23/04/18 - SEGUNDA-FEIRA
Liturgia: Comunidade São José
Convidados: Feirantes, domésticas, estivadores, vigilantes
e industriais.

24/04/18 - TERÇA-FEIRA
Liturgia: Comunidade São João e Santa Luzia
Convidados: Motoristas, taxistas, mototaxistas e
carroceiros.

25/04/18 - QUARTA-FEIRA
Liturgia: Com. Santo Antônio e Nossa Senhora de Fátima
Convidados: Agricultores, fazendeiros, vaqueiros,
comerciantes e comerciários.
NESTE DIA HAVERÁ BATIZADO

26/04/18 - QUINTA-FEIRA
Liturgia:  Pastoral do Terço dos Homens e Legião de Maria
Convidados: Engenheiros, pedreiros e pintores.

27/04/18 - SEXTA-FEIRA
Liturgia: Com. Rural Sítio São Francisco e Com. Capoeira
Convidados: Profissionais da Saúde e da Educação.

28/04/18 - SÁBADO
Liturgia: Comunidade São Raimundo e Com. Pau D’arco
Convidados: Bancários e aposentados.
NESTE DIA HAVERÁ 1ª EUCARISTIA

29/04/18 - DOMINGO
Liturgia: Comunidade Nossa Senhora da Conceição
Convidados: Empresários, poderes executivo e legislativo.

30/04/18 - SEGUNDA-FEIRA
Liturgia: Mata de Ana, Pinto Teixeira, Palmeiral e Lagoa Perto.
Convidados: Estudantes e Universitários.
CHEGADA DAS RELÍQUIAS E IMAGEM DE SÃO FRANCISCO

01/05/18 - TERÇA-FEIRA
Liturgia: Matriz, Comunidade Rainha da Paz e Jovens.
Convidados: Todas as Comunidades

DIA 29/04/18 (DOMINGO) - ALMOÇO • 11:30h
DIA 01/05/18 - PROCISSÃO SAINDO DA MATRIZ ÀS 18:00h
DIA 01/05/18 - RETORNO DAS RELÍQUIAS ÀS 16:30H À CATEDRAL DE SANTA TERESINHA
 

Bispos reunidos em sua 56ª Assembleia Geral enviam mensagem ao povo de Deus

A presidência da CNBB falou aos jornalistas reunidos na Coletiva de Imprensa da 56ª Assembleia Geral da entidade, na tarde do dia 19 de abril. Dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre e presidente da Comissão do Tema Central da Assembleia falou sobre os próximos passos do documento sobre a formação de presbíteros aprovado na assembleia. O documento segundo para a aprovação final do Vaticano e, após esse passo, será publicado como um documento da CNBB que vai orientar a formação dos novos padres no Brasil.

Dom Murilo Krieger, vice-presidente, leu as mensagens da conferência ao povo de Deus. O documento registra a comunhão do episcopado brasileiro com o papa Francisco e destaca a necessidade de promover o diálogo respeitoso para estimular a comunhão na fé em tempo de politização e polarizações nas redes sociais. A mensagem retoma a natureza e a missão da entidade na sociedade brasileira. Confira, na sequência, a íntegra do documento que será enviado à todas as 277 circunscrições eclesiásticas do Brasil, incluindo arquidioceses, dioceses, prelazias, entre outras.

Leia a Mensagem:

MENSAGEM DA CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL AO POVO DE DEUS

    O que vimos e ouvimos nós vos anunciamos, para que também vós tenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com o seu Filho Jesus Cristo (1Jo 1,3)

Em comunhão com o Papa Francisco, nós, Bispos membros da CNBB, reunidos na 56ª Assembleia Geral, em Aparecida – SP, agradecemos a Deus pelos 65 anos da CNBB, dom de Deus para a Igreja e para a sociedade brasileira. Convidamos os membros de nossas comunidades e todas as pessoas de boa vontade a se associarem à reflexão que fazemos sobre nossa missão e assumirem conosco o compromisso de percorrer este caminho de comunhão e serviço.

Vivemos um tempo de politização e polarizações que geram polêmicas pelas redes sociais e atingem a CNBB. Queremos promover o diálogo respeitoso, que estimule e faça crescer a nossa comunhão na fé, pois, só permanecendo unidos em Cristo podemos experimentar a alegria de ser discípulos missionários.

A Igreja fundada por Cristo é mistério de comunhão: “povo reunido na unidade do Pai e do Filho e do Espírito Santo” (São Cipriano). Como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela (cf. Ef 5,25), assim devemos amá-la e por ela nos doar. Por isso, não é possível compreender a Igreja simplesmente a partir de categorias sociológicas, políticas e ideológicas, pois ela é, na história, o povo de Deus, o corpo de Cristo, e o templo do Espírito Santo.

Nós, Bispos da Igreja Católica, sucessores dos Apóstolos, estamos unidos entre nós por uma fraternidade sacramental e em comunhão com o sucessor de Pedro; isso nos constitui um colégio a serviço da Igreja (cf. Christus Dominus, 3). O nosso afeto colegial se concretiza também nas Conferências Episcopais, expressão da catolicidade e unidade da Igreja. O Concílio Vaticano II, na Lumen Gentium, 23, atribui o surgimento das Conferências à Divina Providência e, no decreto Christus Dominus, 37, determina que sejam estabelecidas em todos os países em que está presente a Igreja.

Em sua missão evangelizadora, a CNBB vem servindo à sociedade brasileira, pautando sua atuação pelo Evangelho e pelo Magistério, particularmente pela Doutrina Social da Igreja. “A fé age pela caridade” (Gl 5,6); por isso, a Igreja, a partir de Jesus Cristo, que revela o mistério do homem, promove o humanismo integral e solidário em defesa da vida, desde a concepção até o fim natural. Igualmente, a opção preferencial pelos pobres é uma marca distintiva da história desta Conferência. O Papa Bento XVI afirmou que “a opção preferencial pelos pobres está implícita na fé cristológica naquele Deus que se fez pobre por nós, para enriquecer-nos com a sua pobreza”. É a partir de Jesus Cristo que a Igreja se dedica aos pobres e marginalizados, pois neles ela toca a própria carne sofredora de Cristo, como exorta o Papa Francisco.

A CNBB não se identifica com nenhuma ideologia ou partido político. As ideologias levam a dois erros nocivos: por um lado, transformar o cristianismo numa espécie de ONG, sem levar em conta a graça e a união interior com Cristo; por outro, viver entregue ao intimismo, suspeitando do compromisso social dos outros e considerando-o superficial e mundano (cf. Gaudete et Exsultate, n. 100-101).

Ao assumir posicionamentos pastorais em questões sociais, econômicas e políticas, a CNBB o faz por exigência do Evangelho. A Igreja reivindica sempre a liberdade, a que tem direito, para pronunciar o seu juízo moral acerca das realidades sociais, sempre que os direitos fundamentais da pessoa, o bem comum ou a salvação humana o exigirem (cf. Gaudium et Spes, 76). Isso nos compromete profeticamente. Não podemos nos calar quando a vida é ameaçada, os direitos desrespeitados, a justiça corrompida e a violência instaurada. Se, por este motivo, formos perseguidos, nos configuraremos a Jesus Cristo, vivendo a bem-aventurança da perseguição (Mt 5,11).

A Conferência Episcopal, como instituição colegiada, não pode ser responsabilizada por palavras ou ações isoladas que não estejam em sintonia com a fé da Igreja, sua liturgia e doutrina social, mesmo quando realizadas por eclesiásticos.

Neste Ano Nacional do Laicato, conclamamos todos os fiéis a viverem a integralidade da fé, na comunhão eclesial, construindo uma sociedade impregnada dos valores do Reino de Deus. Para isso, a liberdade de expressão e o diálogo responsável são indispensáveis. Devem, porém, ser pautados pela verdade, fortaleza, prudência, reverência e amor “para com aqueles que, em razão do seu cargo, representam a pessoa de Cristo” (LG 37). “Para discernir a verdade, é preciso examinar aquilo que favorece a comunhão e promove o bem e aquilo que, ao invés, tende a isolar, dividir e contrapor” (Papa Francisco, Mensagem para o 52º dia Mundial das Comunicações de 2018).

Deste Santuário de Nossa Senhora Aparecida, invocamos, por sua materna intercessão, abundantes bênçãos divinas sobre todos.


Aparecida-SP, 19 de abril de 2018.

Cardeal Sergio da Rocha
Arcebispo de Brasília – DF
Presidente da CNBB

Dom Murilo Sebastião Ramos Krieger, SCJ
Arcebispo São Salvador da Bahia
Vice-Presidente da CNBB

Paróquia prepara-se para a implantação do Processo de Inspiração Catecumenal. Confira o calendário de formações!

Em 2017 os bispos do Brasil, reunidos em assembleia, trabalharam o tema da Iniciação à Vida Cristã propondo o processo de inspiração catecumenal como modelo para a Igreja. 

Nesses quase dois mil anos de missão, a Igreja foi tentando se adaptar as exigências de cada época, ora com mais eficácia, ora com parcos resultados. O catecumenato, processo catequético de iniciação dos primeiros séculos, foi uma maneira muito criativa encontrada para responder às urgências da época, tornando-se “verdadeira escola de fé”. Hoje ele é proposto pela Igreja como modelo, visto apresentar elementos muito importantes, que, adaptados à nossa realidade, podem contribuir eficazmente na elaboração de itinerários próprios para cada contexto, para repensarmos o processo evangelizador e catequético atual. 

Apresentado na Assembleia de Pastoral, a Diocese acolheu esse processo como prioritário, levando as paróquias a investirem na formação dos agentes para sua implantação. Na Paróquia Sant'Ana e São Joaquim a temática já é trabalhada desde 2016 através da Escola Paroquial de Catequese, que reúne os agentes mensalmente para uma reflexão acerca do tema. Esse ano, a escola foi aberta a todas as pastorais, ampliando seu trabalho e fazendo com que todos conscientizem-se que a tarefa não é apenas da Pastoral Catequética, mas de toda a Igreja.

O início da escola deu-se em março, com o estudo do documento 107 da CNBB “Iniciação à vida cristã: itinerário para formar discípulos missionários”. Este encontro deu-se durante a manhã do domingo (11/04), onde todos os catequistas - com o documento em mãos - puderam ler  texto, refletir, comentar e tirar dúvidas, partilhando experiências. A finalização da leitura e estudo deu-se nesta terça-feira (17).

Outra iniciativa foi o estudo desse mês, realizado no último dia 08, com o tema: "A oração no processo de inspiração catecumental". Na oportunidade, Padre Dener - que assessorará a Pastoral Catequética durante esse ano - falou aos catequistas, primeiramente agradecendo a disponibilidade de todos e expondo o desejo de melhor servir. 


IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO
O processo de inspiração catecumenal será implantado e iniciado no Advento em toda a Paróquia de Sant'Ana e São Joaquim.

CALENDÁRIO DE FORMAÇÕES

Os encontros de formação acontecem sempre no Salão Paroquial da Matriz, das 08:00h às 12:00h, conforme o seguinte cronograma:

- 18 DE MARÇO: Estudo do Documento 107 da CNBB: “Iniciação à vida cristã: itinerário para formar discípulos missionários”
- 08 DE ABRIL: A Oração no Processo de Inspiração Catecumenal
- 06 DE MAIO: A Palavra de Deus e a Leitura Orante no Processo de Inspiração Catecumenal
- 17 DE JUNHO: A Liturgia no Processo de Inspiração Catecumenal
- JULHO (FÉRIAS)
-  05 DE AGOSTO: O Ano Litúrgico no Processo de Inspiração Catecumenal
- 02 DE  SETEMBRO: As Celebrações do Processo de Inspiração Catecumenal
- 07 DE  OUTUBRO: A Ritualidade no Processo de Inspiração Catecumenal
- 11 DE NOVEMBRO: Os Sacramentos no Processo de Inspiração Catecumenal
 - DEZEMBRO: Início do processo de inspiração catecumenal na Paróquia

14.4.18

Exortação apostólica “Gaudete et Exsultate” é o tema do retiro dos bispos em Aparecida (SP)

Cumprindo com a programação da 56ª Assembleia Geral da CNBB, o episcopado brasileiro reunido no Santuário Nacional de Aparecida (SP) vivenciará um especial momento de reflexão a partir da tarde deste sábado (15h30) até às 11h30 do domingo, 15/04, com o retiro dos bispos.  Como pregador do retiro, o episcopado brasileiro vai desfrutar a sabedoria e sensibilidade de dom José Luiz Azcona, que refletirá com os bispos o tema da Exortação apostólica “Gaudete et Exsultate”.  

O agostiniano recoleto, nascido em Navarra, na Espanha, dom José Luiz Azcona, tem uma história de grande significado para a luta contra o tráfico humano de pessoas e a prostituição infantil, especialmente na Ilha do Marajó, no Pará. Nomeado bispo por São João Paulo II, em 1987, ele permaneceu na prelazia marajoara até a renúncia ao governo pastoral, em 2016. Dom Azcona está entre as pessoas ameaçadas de morte na região Norte. Esta realidade marca a sua espiritualidade. E é parte desta experiência de compromisso que ele vai compartilhar no retiro ao episcopado brasileiro que tem início neste sábado e se desdobra até o domingo. “Às vezes falamos de cristo como a nossa paixão mas muitas vezes ocultamos e deixamos na sombra a sua identidade como crucificado”, disse. A identidade de Cristo, ao qual queremos seguir, disse dom Azcona, é marcada pelas chagas.

O bispo emérito informou que a temática do retiro dos bispos será a mesma do último documento do papa, lançado esta semana, a Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate”, na qual o pontífice quer “fazer ressoar mais uma vez o chamado à santidade”, indicando “os seus riscos, desafios e oportunidades”.

“Aprofundaremos os desafios de sermos santos no mundo de hoje, dirigido com precisão à nossa realidade de bispos do Brasil”, disse. Para o religioso, as raízes da santidade e, portanto, do bispo hoje sempre estão na sua condição primeira de cristão. O bispo emérito afirma que é necessário chegar à identidade de cristão para ser missionário. Sobre a sua vocação ao sacerdócio ele diz: “Deus foi muito misericordioso comigo. Eu fiz a experiência da graça de Cristo. Estive entre aqueles que denuncia o papa Francisco como ‘pelagianos’ e ‘voluntaristas’, e Deus me colocou nos trilhos da sua Graça e de seu Evangelho”, disse. E foi o seu sim que marcou sua opção missionária, especialmente quando atendeu a um pedido de seu provincial para vir ao Brasil. Desde então, segundo ele próprio diz, vem rompendo muitas barreiras, entre elas a cultural. O retiro dos bispos será encerrado com a celebração da Santa Missa, no Santuário Nacional de Aparecida, às 11h30 do domingo, 15/04.

3.4.18

Convite: VII Congresso do Setor Juventude da Diocese de Bacabal

Caros irmãos, graça e paz!

Vivendo o espírito da Campanha da Fraternidade e do Ano Jubilar da Diocese, e em comunhão com a Pastoral Juvenil do Maranhão, o Setor Juventude da Diocese de Bacabal promove seu VII Congresso Diocesano do Setor Juventude, de 27 a 29 de abril de 2018 na Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro em Lima Campos.

Pretende-se inserir nossa juventude numa reflexão sobre “A violência no mundo juvenil”, para que a mesma assuma seu papel evangelizador, como protagonista e encarnada em sua realidade local.
Respirando a Campanha da Fraternidade e o Ano Jubilar da Diocese, queremos assumir o rosto jovem da misericórdia divina, tornando- nos instrumentos de ação redentora de Deus, para todos os jovens que estão distantes, feridos e perdidos nesta vida.

Por isso convocamos as forças jovens para pensar estar realidade, discutir propostas e apontar saídas para um trabalho consistente e eficaz como e para a juventude, na Igreja e na Sociedade.
 
INFORMAÇÕES

1. Data: 27 à 29 de abril de 2018
2. Local: Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro – Lima Campos/MA
3. Hora de acolhida: a partir das 17:00 do dia 27/04
4. Hora de encerramento: 10:30 com Missa de envio, presidida por Dom Armando, e almoço.
5. Quem deve participar? Representantes da Catequese, Acólitos e Coroinhas, Grupos de Base da Pastoral da Juventude, Focolares, Renovação Carismática Católica, Movimento Eucarístico Jovem – MEJ, Legião de Maria Juvenil, Juventude Missionária, Juventude Franciscana – JUFRA, Pastoral da Juventude Meio Popular, Pastoral Vocacional e outros seguimentos Juvenis que existirem.
6. Quinze (15) participantes por paróquia ou Quase-Paróquia, contemplando representação de todos os segmentos juvenis que existem na Paróquia.
7. A taxa de inscrição é de R$ 30,00 por pessoa para despesas com alimentação.
8.  Favor confirmar o número de participantes até o dia 15/04/2018.

Obs: Para a confirmação da inscrição entrar em contato com Rafisa (99) 98179-6812 ou Ana Cristina (99) 98457-6954 na Cúria Diocesana.
 
Fraternalmente:

+ Armando Martín Gutiérrez
Bispo de Bacabal

Pe. Alberto Iñigo Ruano
Setor Juventude

2.4.18

Caritas Diocesana: Pedido de ajuda em favor da população de Marajá do Sena-MA

Irmãos e irmãs, bom dia!

Acredito que seja do conhecimento de todos a situação de Marajá do Sena que foi alagada pelas fortes chuvas decorridas desse final de semana e muitas famílias perderam tudo.

Estamos fazendo campanha de arrecadação de donativos: alimentos, roupas, redes, lençol, colchão, etc..

Queremos aqui reforçar o pedido para ajudarmos essas famílias desabrigadas como um gesto concreto da Páscoa!

É urgente fazermos algo para amenizar essa situação. Então em nome da Cáritas Diocesana, pedimos encarecidamente que façamos uma coleta emergencial hoje. Além das coisas que já foram citadas, um bem precioso que não se consegue viver sem ele, #é# a #água#. Portanto, neste momento pedimos também que façam doação de fardos de água e amanhã vamos dar um jeito de fazer chegar até essas famílias. Vamos nos mobilizarmos. O ponto de coleta é a Cúria Diocesana ao lado da Igreja Porta Aberta.

Obs: Em frete à Cúria vende fardos de água mineral e custam R$9,00. Quem quiser doar, nós agradecemos muito. Com votos de um feliz tempo Pascal! 

Atenciosamente 

Cáritas de Diocesana

Cantores católicos gravam versão em português do Hino da JMJ 2019

Mais de 25 cantores católicos participaram da gravação do Hino Oficial em português da Jornada Mundial da Juventude 2019. Foram dois dias intensos de gravações comandado pela cantora Ziza Fernandes, que foi convidada pela direção artística do Comitê de Organização Local (COL) da JMJ Panamá 2019 para escrever a versão em português – todos os outros países que falam o idioma utilizarão a mesma versão.

Para a cantora e compositora o desafio não é novidade, pois ela traz na bagagem uma vasta experiência com as JMJ’s, mas acima de tudo uma experiência de amor e doação que Ziza reforçou e partilhou com todos que realizaram as gravações.

Para a Comissão Episcopal para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Hino da JMJ é um marco, é um motor das jornadas, de tal maneira que os cantores estão sedentos para que chegue logo janeiro de 2019 a fim de viverem esses momentos. A cantora Larissa Viana de Petrópolis (RJ), tem pela JMJ um sentimento único e quase que indescritível.

Durante dois dias de gravações, o refrão “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim a tua palavra” tomou conta do estúdio e contaminou todos os presentes. O produtor vocal André Leite disse que o marcou os dias de trabalho foi o espírito de serviço, de servir e colocar-se em doação como Maria, segundo ele cada voz escolhida para esse momento retrata o sentimento de fé.

O hino que em breve estará na boca e no coração dos brasileiros está na voz de Adriana Arydes, Aline Venturi, Aline Souza, Ana Lúcia, Davidson Silva, Débora Pires, Diego Contiero, Diego Fernandes, Eliana Ribeiro, Fátima Souza, Gil Monteiro, Larissa Viana, Olívia Ferreira, Padre Fábio de Melo, Pitter di Laura, Thiago Brado, Polyana Demori, Aline Souza, Colo de Deus (Hugo e Mayara), Missionário Shalom, Polyana Demori, André Leite, Raquel Carpejani e Walmir Alencar.

Os bastidores da gravação e entrevistas com os cantores estão disponíveis no instagram do Jovens Conectados.

29.3.18

Paróquia Sant'Ana e São Joaquim: Programação da Semana Santa

A partir desses dias vivenciamos os últimos dias da Quaresma e encaminham-se as festividades da Semana Santa.

Para vivenciarmos bem este período, a Paróquia divulgou a programação uma vasta programação que deverá ser bem vivida por todos os seus fiéis. Confira. 

MARÇO
Dia 16: Mutirão das Confissões (Matriz, a partir das 18:00h). 
- Presença de todos os padres da Forania.
Dia 22: Missa dos Santos Óleos (Matriz da Paróquia São Pedro, em Poção de Pedras, às 18:00h).
Dia 25: Domingo de Ramos. 
- Procissão saindo da Comunidade São Raimundo às 06:00h, dirigindo-se à Matriz, onde acontecerá a Missa.
Dia 27: Terça-Feira Santa. 
- Procissão do Encontro. Mulheres saem da Catedral de Santa Teresinha e os homens da Praça da Cohab I. Encontro: Comunidade Nossa Senhora da Conceição (Porta Aberta).
Dia 28: Quarta-Feira Santa. 
- Pela manhã, Missa para os Idosos e Enfermos, às 09:00h na Matriz (Padre Thiago).
- À noite: Procissão do Fogaréu, a partir das 18:00h na Matriz de São Francisco das Chagas.

TRÍDUO PASCAL
Dia 29: Quinta-Feira Santa. 
- Missa da Ceia do Senhor na Matriz, às 18:00h (Padre Ribamar); 
- Comunidade São Raimundo, às 19:00h (Padre Dener) 
- Comunidade São João Batista, às 19:00h (Padre Thiago).
Dia 30: Sexta-Feira Santa. 
- Pela manhã: Via Sacra (Rezada), saindo na Comunidade São João Batista, às 06:30h, dirigindo-se à Matriz.
- À tarde: Celebração da Paixão do Senhor na Matriz, às 15:00h (Padre Ribamar); Comunidade São Raimundo, às 15:00h (Padre Dener) e Comunidade São João Batista, às 15:00h (Padre Thiago)
- À noite: Via Sacra (Dramatizada), saindo da Matriz às 18:00h com destino à Comunidade São Raimundo.
Dia 31: Sábado Santo. 
- Celebração da Vigília Pascal na Matriz, às 19:00h (Padre Ribamar); 
- Comunidade São Raimundo, às 19:00h; 
- Comunidade São João Batista, às 19:00h (Padre Thiago).

ABRIL
Dia 01: Páscoa do Senhor. 
- Celebração  na Comunidade Nossa Senhora da Conceição / Porta Aberta, às 08:00h (Padre Ribamar); 
- Comunidade São Raimundo, às 17:00h (Padre Dener); 
- Comunidade Santa Luzia, às 19:00h (Padre Thiago); Matriz, às 19:00h (Padre Ribamar)